Tradutor - Translate


Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

Minha foto

                    Trabalho com vendas direta no mercado informal, sou artesã por gosto e vocação nas horas vagas, ou quase sempre. Pra falar a verdade eu acho que  nasci pra fazer arte .Adoro meus animais de estimação, a Vida, meu maridão, meus amigos .Embora pareça uma pessoas mal humorada e brava, não sou, só parece.É só saber levar que fica fácil. Enfim com o tempo vc decide quem sou eu !!! Adoro a Natureza e fico muito irritada quando vejo tanta destruição, maldade principalmente com os animais, isso realmente me irrita e preocupa. Mas vou vivendo com amor e carinho, num caso de amor e cumplicidade eterno com a vida.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Como fazer um belo sofá de paletes

Mais uma ideia do blog Cacareco...


como fazer sofá de paletes
Sofá de paletes com mesinha

Hoje vamos ver como reutilizar paletes para fazer um belo sofá para área externa.
Se inspire com mais esse criativo projeto  para reciclar paletes e criar um simples e bonito sofá rústico de madeira.
Confira o passo a passo de como fazer o sofá de paletes :
Sofá de madeira reciclada, simples, bonito e fácil de fazer.Se inspire e recicle paletes você também.


como fazer sofa de paletes


Aqui foram utilizados 4 paletes para fazer a base do sofá e 2 tábuas para acabamento da frente.
A mesinha do lado foi utilizado 1 palete e 10 tábuas para acabamento.
O sofá de palete fica um charme na área externa!
Fácil de fazer, barato e bonito, tem coisa melhor?!

Ideias para prateleiras com escadas de madeira

Recebi por email estas ideias do blog Cacareco e decidi dividir com voçês...

ideias prateleira parede com escada
Prateleiras feitas com escadas de madeira, um charme na decoração


Você precisa de uma estante original ou talvez um suporte para flores? Veja essas ideias criativas de prateleira feitas com escadas.
Soluções simples e interessantes que muitas vezes pode nos surpreendentemente.
Uma escada velhade madeira vai adicionar um charme a qualquer interior. Elas podem ser usadas na sala de estar, quarto, cozinha, banheiro ou na varanda.
As prateleiras podem se adequar para qualquer estilo de interior, seja ele moderno, rústico ou vintage.
Você pode usar a escada como prateleira ou estante, organizando seus livros, CDs, fotos e outros pequenos objetos. Basta apenas pintar a escada em qualquer cor que você gostar e anexar placas entre os degraus da escada. Podendo ser eles de madeira ou até de vidro, depende do estilo de interior, que deseja colocar a prateleira.
Confira as ideias para fazer belas prateleiras reutilizando escadas de madeira.


reutilizar escada decoracao


Para guardar itens extras na cozinha como panelas, cestas ou outros utensílios que tal ter uma prateleira suspensa na cozinha?!
Cozinha prateleira suspensa de armazenamento no teto da cozinha


escada prateleiras na cozinha



prateleiras feitas com escadas recicladas


ideias prateleiras usando escadas

ideias prateleiras de escadas


ideias para fazer prateleiras com escadas


ideais decoracao prateleiras escadas



Stara drewniana drabina i szklane polki do prezentacji rozmaitych fotografii. Aranzacja: Kira Karpinska


escadas na decoracao



escada na decoracao


decoracao reutilizando escadas


decoracao ideias com escadas

A escada também é uma solução ideal para a varanda ou no jardim. Você pode usá-lo como um suporte original da flor. Uma escada de madeira será um grande pano de fundo para flores coloridas, plantas verdes e acessórios para jardim .



como reutilizar escadas na decoracao

Picture 405






quarta-feira, 23 de abril de 2014

23 de Abril - Dia de São Jorge

  •                                São Jorge
                                                                             Soldado
  • São Jorge foi, de acordo com a tradição, um padre e soldado romano no exército do imperador Diocleciano, venerado como mártir cristão. Na hagiografia, São Jorge é um dos santos mais venerados no catolicismo.
  • Nascimento280 d.C., Lida, Israel
  • Falecimento23 de abril de 303 d.C.,Nicomédia, Turquia




  • Oração a São Jorge

    “Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar. Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. São Jorge Rogai por Nós.”

    Read more: http://www.oracaodesaojorge.com.br/#ixzz2zkn5FFxZ




    23 de Abril - Dia Internacional do Livro



    Como em muitos outros dias, várias coisas são comemoradas no mesmo dia. Isso não é diferente no dia 23 de abril Hoje também comemoramos o Dia Internacional do Livro e dos direitos autorais...



    Dia Internacional do Livro teve a sua origem na Catalunha, uma região da Espanha.
    A data começou a ser celebrada em 05 de Abril 1926, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol. O escritor e editor valenciano, estabelecido em BarcelonaVicent Clavel Andrés, propôs este dia para a Câmara Oficial do Livro de Barcelona.
    Em 6 de fevereiro de 1926, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Alfonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol.
    No ano de 1930, a data comemorativa foi trasladada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes.
    Mais tarde, em 1995, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.1
    No caso do escritor inglês, tal data não é precisa, pois que em Inglaterra, naquele tempo, ainda utilizava o calendário juliano, pelo que havia uma diferença de 10 dias apara o calendário gregoriano usado em Espanha. Assim Shakespeare faleceu efetivamente 10 dias depois de Cervantes.


    Tutores voluntários ensinar a ler em mulheres inglesas em um acampamento para deslocados internos em Darfur do Norte.

       
    Segundo a ONU em 23 de Abril é uma data simbólica para a literatura mundial, desde aquele dia em 1616 morreu Cervantes, Shakespeare e Inca Garcilaso de la Vega. A data também coincide com o nascimento ou a morte de outros autores proeminentes, como Maurice Druon, Haldor K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.
    Era natural que a Conferência Geral da UNESCO , realizada em Paris, em 1995, para prestar homenagem a um de livros e autores universais nesta data, incentivando a todos, e em especial os jovens, a descobrir o prazer da leitura e ganho as contribuições insubstituíveis daqueles que têm promovido o progresso social e cultural da humanidade. Relativamente a esta questão, a UNESCO criou o Livro e Direitos de autor Mundial e Juventude para a Tolerância Prêmio Pro UNESCO de Literatura Infantil.
    Em 2012, o "Índice Translationum" celebrou o seu 80 º aniversário. O Índice Translationum é uma lista de livros traduzidos no mundo, uma bibliografia internacional de traduções. Foi criado em 1932. Instrumento insubstituível permitindo traduções inventário publicado em todo o mundo. Para comemorar este evento, a UNESCO vai organizar um debate sobre a utilidade eo futuro desta ferramenta.
    A cada ano, a UNESCO e as três organizações internacionais no mundo dos livros (o Internacional Publishers Association, a Federação Internacional de Livreiros e pela Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias) pegar um livro Capital Mundial cujo mandato começa em 23 de Abril . Assim, a iniciativa é adicionado às celebrações do Mundial do Livro e Direitos de autor e destaca a colaboração entre os principais intervenientes na indústria do livro eo compromisso das cidades para promover o livro ea leitura.
    A cidade de Port Harcourt foi escolhida este ano por causa da qualidade do seu programa, principalmente com foco nos jovens e sua contribuição para a melhoria da cultura do livro, leitura, escrita e publicação na Nigéria, com vista a aumentar as taxas de alfabetização, de acordo com o Comitê de Seleção.


    Informações colhidas na net no site da wikipédia e Onu

    23 de Abril - Dia Nacional do Choro







    No dia 23 de abril  comemora-se o Dia Nacional do Choro, trata-se de uma homenagem ao nascimento de Pixinguinha. A data foi criada oficialmente em 4 de setembro de 2000, quando foi sancionada lei originada por iniciativa do bandolinistaHamilton de Holanda e seus alunos da Escola de Choro Raphael Rabello.
    Em 2014, foi homenageado pela escola de samba Mocidade Unida da Mooca campeã do quarto grupo.


                                       Pixinguinha




    Pixinguinha era filho do músico Alfredo da Rocha Vianna, funcionário dos correios, flautista e que possuía uma gran

                                             Composições

    • A pombinha (com Donga)
    • A vida é um buraco
    • Aberlado
    • Abraçando Jacaré
    • Aguenta, seu Fulgêncio (com Lourenço Lamartine)
    • Ai, eu queria (com Vidraça)
    • Ainda existe
    • Ainda me Recordo
    • Amigo do povo
    • Assim é que é
    • Benguelê
    • Bianca (com Andreoni)
    • Buquê de flores (com W. Falcão)
    • Cafezal em flor (com Eugênio Fonseca)
    • Carinhos
    • Carinhoso (com João de Barro)
    • Carnavá tá aí (com Josué de Barros)
    • Casado na orgia (com João da Baiana)
    • Casamento do coronel Cristino
    • Céu do Brasil (com Gomes Filho)
    • Chorei
    • Chorinho no parque São Jorge (com Salgado Filho)
    • Cochichando (com João de Barro e Alberto Ribeiro)
    • Conversa de crioulo (com Donga e João de Baiana)
    • Dança dos ursos
    • Dando topada
    • Desprezado
    • Displicente
    • Dominante
    • Dominó
    • Encantadora
    • Estou voltando
    • Eu sou gozado assim
    • Fala baixinho (com Hermínio Bello de Carvalho)
    • Festa de branco (com Baiano)
    • Foi muamba (com Índio)
    • Fonte abandonada (com Índio)
    • Fraternidade
    • Gargalhada
    • Gavião calçudo (com Cícero de Almeida)
    • Glória
    • Guiomar (com Baiano)
    • Há! hu! lá! ho! (com Donga e João da Baiana)
    • Harmonia das flores (com Hermínio Bello de Carvalho)
    • Hino a Ramos
    • Infantil
    • Iolanda
    • Isso é que é viver (com Hermínio Bello de Carvalho)
    • Isto não se faz (com Hermínio Bello de Carvalho)
    • Já andei (com Donga e João da Baiana)
    • Já te digo (com China)
    • Jardim de Ilara (com C. M. Costal)
    • Knock-out
    • Lamento
    • Lamentos (com Vinícius de Moraes)
    • Lá-ré
    • Leonor
    • Levante, meu nego
    • Lusitânia (com F. G. D. )
    • Mais quinze dias
    • Mama, meu netinho (com Jararaca)
    • Mamãe Isabé (com João da Baiana)
    • Marreco quer água
    • Meu coração não te quer (com E. Almeida)
    • Mi tristezas solo iloro
    • Mulata baiana (com Gastão Vianna)
    • Mulher boêmia
    • Mundo melhor (com Vinícius de Moraes)
    • Não gostei dos teus olhos (com João da Baiana)
    • Não posso mais
    • Naquele tempo (com Benedito Lacerda e Reginaldo Bessa)
    • Nasci pra domador (com Valfrido Silva)
    • No elevador
    • Noite e dia (com W. Falcão)
    • Nostalgia ao luar
    • Número um
    • O meu conselho
    • Os batutas (com Duque)
    • Os cinco companheiros
    • Os home implica comigo (com Carmen Miranda)
    • Onde foi Isabé
    • Oscarina
    • Paciente
    • Página de dor (com Índio)
    • Papagaio sabido (com C. Araújo)
    • Patrão, prenda seu gado (com Donga e João da Baiana)
    • Pé de mulata
    • Poema de raça (com Z. Reis e Benedito Lacerda)
    • Poética
    • Por vôce fiz o que pude (com Beltrão)
    • Pretensiosa
    • Promessa
    • Que perigo
    • Que querê (com Donga e João da Baiana)
    • Quem foi que disse
    • Raiado (com Gastão Vianna)
    • Rancho abandonado (com Índio)
    • Recordando
    • Rosa (com Otávio de Sousa)
    • Rosa
    • Samba de fato (com Baiano)
    • Samba de nego
    • Samba do urubu
    • Samba fúnebre (com Vinícius de Moraes)
    • Samba na areia
    • Sapequinha
    • Saudade do cavaquinho (com Muraro)
    • Seresteiro
    • Sofres porque queres
    • Solidão
    • Sonho da Índia (com N. N. e Duque)
    • Stella (com de Castro e Sousa)
    • Teu aniversário
    • Teus ciúmes
    • Triangular
    • Tristezas não pagam dívidas
    • Um a zero (com Benedito Lacerda)
    • Um caso perdido
    • Uma festa de Nanã (com Gastão Vianna) * Urubu
    • Vamos brincar
    • Variações sobre o urubu e o gavião
    • Vem cá! não vou!
    • Vi o pombo gemê (com Donga e João da Baiana)
    • Você é bamba (com Baiano)
    • Você não deve beber (com Manuel Ribeiro)
    • Vou pra casa
    • Xou Kuringa (com Donga e João da Baiana)
    • Yaô africano (com Gastão Vianna)
    • Zé Barbino (com Jararaca)
    • Proezas de Solon
    • Vou Vivendo

    Informações obtidas em pesquisa na wikipédia