Tradutor - Translate


Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

Minha foto

                    Trabalho com vendas direta no mercado informal, sou artesã por gosto e vocação nas horas vagas, ou quase sempre. Pra falar a verdade eu acho que  nasci pra fazer arte .Adoro meus animais de estimação, a Vida, meu maridão, meus amigos .Embora pareça uma pessoas mal humorada e brava, não sou, só parece.É só saber levar que fica fácil. Enfim com o tempo vc decide quem sou eu !!! Adoro a Natureza e fico muito irritada quando vejo tanta destruição, maldade principalmente com os animais, isso realmente me irrita e preocupa. Mas vou vivendo com amor e carinho, num caso de amor e cumplicidade eterno com a vida.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Inventor do ziper

Para os curiosos de plantão como eu aqui vai uma informação bacana no dia de hoje, que tem tudo a ver com quem trabalha com costura em geral.
O Google presta uma homenagem ao inventor e engenheiro Gideon Sundback, Sueco
nascido em 24 de abril de 1880. Quando vivia nos Estados Unidos inventou o fecho
com dentes (Zíper), e patenteou sua invenção em 1917.
Mas ele não ficou só nesse trabalho, fez muitas outras coisas interessante.
Mas adiante vou deixar uma ficha técnica sobre ele:

Gideon Sundback.jpg

(Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.) 

Gideon Sundbäck



Otto Fredrik Gideon Sundbäck
 (Jönköping24 de abril de 1880
 — Meadville21 de junho de 1954)
 foi um engenheiro e inventor sueco 
que imigrou para os Estados Unidos.

Biografia
Otto Fredrik Gideon Sundbäck 
nasceu em uma fazenda em Sonarp, Ödestugu Parish
(Ödestugu på gården Sonarpem Jönköping
 CountySmålandSuécia. Ele era filho de Jonas Otto Magnusson
 Sundbäck, um próspero
fazendeiro, e sua esposa Kristina Karolina Klasdotter. Após seus
 estudos na Suécia
Sundbäck mudou-se para aAlemanha, onde estudou na escola 
politécnica em Bingen am Rhein
Em 1903, Sundbäck prestou o exame para engenharia elétrica.
 Dois anos mais tarde se mudou 
para osEstados Unidos.[2][3]

Carreira

Em 1905, Gideon Sundbäck começou a trabalhar na Westinghouse
 Electric and Manufacturing
 Company em Pittsburgh. Em 1906, Sundbäck foi contratado para 
trabalhar para a Universal Fastener 
Company in Hoboken (Nova Jérsei). Em 1909, Sundbäck casou 
com Elvira Aronson, filha do gerente da
 fábrica Peter Aronsson, nascida na Suécia. Subsequentemente 
Sundbäck foi promovido à posição de
 chefe projetista da Universal Fastener.

Legado

Em 2006, Sundbäck foi honrado com a sua inclusão no National Inventors 
Hall of Fame dos Estados
 Unidos por seu trabalho no desenvolvimento do zíper.[4][5] Em 24 de
 abril, no 132º aniversário de seu 
nascimento, o Google publicou um Google Doodle de um zíper que 
quando aberto revelava o resultado
 da pesquisa para Gideon Sundback.[6]

Atribuição de patente em 1917

A Sundbäck foi atribuída nos Estados Unidos patente Nr. 1.219.881
 (pedida em 1914 e atribuída em 1917)
pelo invento do ziper (fecho Éclair).

domingo, 22 de abril de 2012

Saches perfumados

              A pedidos de amigos e clientes, estou fazendo saches perfumados para gavetas, armários e carros.                              
              Eles são também usados como  lembrancinhas de aniversários, chás de cozinha e bebês, casamentos.




Essência Baby

Essência Carro Novo

Essência Uva


Dia Mundial da Terra

      

                                             O dia Mundial da Terra é comemorado no dia 22 de abril. A data surgiu nos Estados Unidos na década de 70 quando o senador Gaylord Nelson organizou o primeiro protesto nacional contra a poluição. Mas foi só a partir da década de 90 que a data se internacionalizou, ou seja, outros países também passaram a celebrar a data.
                           E para nós brasileiros também se comemora o Descobrimento , que  refere-se à chegada, em 22 de abril de 1500, da frota comandada por Pedro Álvares Cabral ao território onde hoje se encontra o Brasil. Uma data que tem tudo a ver com o dia da terra, porque não deixa de ser o descobrimento de novas terra.
                           Só que eu penso como Leonardo Boff e demais pessoas que no dia 22 de abril de 2010, numa sessão solene, a ONU votou o projeto de mudar o Dia da Terra que seria hoje para o dia da Mãe Terra. Coube a ele e a ao Presidente Evo Morales fazer a sustentação política (Evo) e a científica, ética e espiritual (ele). A mudança foi aprovada por unanimidade, por 192 votos. Essa mudança é carregada de boas consequências. Terra a gente pode comprar,vender e usar. Mãe a gente não compra nem vende nem usa, mas ama, cuida e venera. Assim devemos fazer com a nossa Grande Mãe, Pacha Mama, a Terra. Neste contexto Leonardo Boff  fez  a seguinte oração:   

Oração a Mãe Terra





“Terra minha querida, Grande Mãe e Casa Comum! Vieste nascendo, lentamente, há milhões e milhões de anos, grávida de energiais criadoras.
Teu corpo, feito de pó cósmico, era uma semente no ventre das grandes estrelas vermelhas que depois explodiram, te lançando pelo espaço ilimitado. Vieste te aninhar como embrião, no seio de uma estrela ancestral, o Sol primevo, no interior da Via-Láctea, transformada depois em Super Nova. Ela também sucumbiu de tanto esplendor e explodiu. E vieste então parar no seio acolhedor de uma Nebulosa, onde já, menina crescida, perambulavas em busca de um lar. E a Nebulosa se adensou virando um Sol esplêndido de luz e de calor: o nosso Sol.


Como seres humanos, somos Terra, a parte tua que sente, pensa, ama, cuida e venera. E continuas crescendo, embora adulta, para dentro do universo rumo ao Seio do Deus-Pai-e-Mãe de infinita ternura. Desse inefável Útero viemos e para ele retornamos para recebermos suma plenitude que somente Tu, Pai-Mãe, nos podes conceder. Queremos mergulhar em Ti e ser um contigo para sempre junto com a Mãe Terra.
E agora, Terra querida, nesta Semana Santa, sinto-me um sacerdote universal. Ouso realizar o gesto de Jesus na força de seu Espírito. Como ele, cheio de unção, te tomo em minhas mãos impuras, para pronunciar sobre ti a Palavra sagrada que o universo guardava dentro de si e que tu ansiavas por ouvir:
“Hoc est corpus meum: Isto é o meu corpo. Hoc est sanguis meus: Isto é o meu sangue”
E então senti: o que era Terra se transformou em Paraiso e o que era vida humana se transfigrou em Vida divina. O que era pão se fez Corpo de Deus e o que era vinho se fez Sangue sagrado.
Finalmente, Mãe Tierra, com teus filhos e filhas, chegaste em Deus. Enfim em casa.
“Fazei isso em minha memória“.
Por isso, de tempos em tempos, cumpro o mandato do Senhor. Pronuncio a palavra essencial sobre ti, Terra querida, e sobre todo o universo.
E junto com ele e contigo nos sentimos o Corpo de Deus, no pleno esplendor de sua glória”.

sábado, 14 de abril de 2012

Páscoa 2012

Nessa Páscoa eu dei mais atenção aos trabalhos dos colegas. Trabalhei pouquissimo, mas o que fiz foi bem feito cheio de carinho e atenção.


Coelha feita de pote de sorvete




Coelho Alfredo, sempre alinhado e elegante.





Felpudão, o coelho discolado com sua gravata borboleta


segunda-feira, 2 de abril de 2012

Saquinhos de Organza, Tule e Tuniu

                                     Tenho uma amiga que é da Igreja Cristã, lá as meninas usam veu (para quem não sabe) e como no final de cada culto elas colocavam o veu na bolsa ( ficava solto) e suja muito, ou misturava com alguma outra coisa (sabe como é bolsa de mulher, kkkkkkk). Então ela me pediu para fazer estes saquinhos de organza que pode ser decorado com renda ou outro material que você tiver caso queira fazer, fica muito lindo.

Saquinho decorado maior de organza com cordão.





                  
Saquinho de tule de 0,5cmx10cm.
Para sache, lembrancinhas e outros.

Várias cores verde escuro, lilás, roxo e branco

amarelo, azul claro, rosa vermelho.

Aqui eles foram usados na confecção de saches.

Saquinhos de organza 10X7
com pedrinhas de cristais
na ponta do cordão